Relatório referente à semana de 28/10 – 03/11

1. AÇÕES PREVISTAS PARA A SEMANA

Montagem do protótipo e compra de materiais.

2. AÇÕES REALIZADAS NA SEMANA

 Início da montagem.

3. PENDÊNCIAS PRINCIPAIS

Compra dos matériais mais caros.

4. DIFICULDADES PRINCIPAIS

 5. MATERIAIS PRÁTICOS A PROVIDENCIAR

Verificar a possibilidade de utilizar um recipinte que já está no LACTEA como reservatório para armazenagem de água.

6. MATERIAIS TEÓRICOS A PROVIDENCIAR

7. CONTATOS A REALIZAR

8. IDÉIAS A EXPLORAR

9. ENCAMINHAMENTOS PARA A SEMANA SEGUINTE

Aquisição de materiais de acordo com o andamento da montagem.

10. ENCAMINHAMENTOS PARA AS SEMANAS POSTERIORES

Montagem do projeto e avaliação de resultados.

11. ANÁLISE DO CUMPRIMENTO DO PROJETO
Leve atraso.

12. AVALIAÇÃO DO ANDAMENTO DO PROJETO

O projeto será concluído dentro do prazo.

13. OBSERVAÇÕES E COMENTÁRIOS GERAIS

Anúncios

Relatório referente a semana de 21/10 a 27/10

1. AÇÕES PREVISTAS PARA A SEMANA

Finalizar a compra dos matériais e iniciar efetivamente a montagem.

2. AÇÕES REALIZADAS NA SEMANA

Compra de mais alguns itens e início da confecção do projeto.

3. PENDÊNCIAS PRINCIPAIS

Compra dos matériais mais caros.

4. DIFICULDADES PRINCIPAIS

Substituir os intens mais caros por outros de custo mais baixo. Ex. cola.

5. MATERIAIS PRÁTICOS A PROVIDENCIAR

Cola e  reservatório para armazenagem de água e ferramentas para a montagem.

6. MATERIAIS TEÓRICOS A PROVIDENCIAR

7. CONTATOS A REALIZAR

Continuar negociando materiais e espaço (laboratório) com as equipes de engenharia do cefet-mg.

8. IDÉIAS A EXPLORAR

9. ENCAMINHAMENTOS PARA A SEMANA SEGUINTE

Aquisição do restante dos materiais,  ferramentas e dar continuidade na montagem.

10. ENCAMINHAMENTOS PARA AS SEMANAS POSTERIORES

Comprar o restante dos matériais e continuar na montagem do projeto.

11. ANÁLISE DO CUMPRIMENTO DO PROJETO
Leve atraso.

12. AVALIAÇÃO DO ANDAMENTO DO PROJETO

Apesar do atraso gerado na aquisição dos matérias, o projeto será concluído dentro do prazo.

13. OBSERVAÇÕES E COMENTÁRIOS GERAIS

Relatório referente a semana de 14/10 – 20/10

1. AÇÕES PREVISTAS PARA A SEMANA

Compra dos materiais e inicio da montagem do projeto.

2. AÇÕES REALIZADAS NA SEMANA

Compra de alguns dos matériais

3. PENDÊNCIAS PRINCIPAIS

Disponibilidade completa das ferramentas a serem utilizadas e armazenamento do protótipo.

4. DIFICULDADES PRINCIPAIS

– Adquirir as ferramentas ideias para facilitar a montagem.

5. MATERIAIS PRÁTICOS A PROVIDENCIAR

– Tubos flexíveis, cola, reservatorio para armazenagem de água e ferramentas para a montagem.

6. MATERIAIS TEÓRICOS A PROVIDENCIAR

7. CONTATOS A REALIZAR

Continuar negociando materiais e espaço (laboratório) com as equipes de enegnharia do cefet-mg.

8. IDÉIAS A EXPLORAR

9. ENCAMINHAMENTOS PARA A SEMANA SEGUINTE

Aquisição do restante dos materiais,  ferramentas e inicio da montagem.

10. ENCAMINHAMENTOS PARA AS SEMANAS POSTERIORES

Efetiviar o início do processo de montagem.

11. ANÁLISE DO CUMPRIMENTO DO PROJETO

Leve atraso.

12. AVALIAÇÃO DO ANDAMENTO DO PROJETO

Alguns atrasos na aquisição dos materiais e ferramentas, porem não implicando no prazo final.

13. OBSERVAÇÕES E COMENTÁRIOS GERAIS

 

Relatório referente a semana de 07/10 – 13/10



1. AÇÕES PREVISTAS PARA A SEMANA

Buscar a disponibilidade de ferramentas e materiais para iniciar a montagem. 
Rever as dimensões do protótipo e adequá-las às metas do projeto.

2. AÇÕES REALIZADAS NA SEMANA

Contato com as equipes de competição em engenaria do cefet para a viabilização de feramentas e espaço de montagem.

3. PENDÊNCIAS PRINCIPAIS

Disponibilidade completa das ferramentas a serem utilizadas, local de montagem e armazenamento do protótipo.

4. DIFICULDADES PRINCIPAIS

5. MATERIAIS PRÁTICOS A PROVIDENCIAR

Materiais para a confecção do coletor solar;
Ferramentas de corte;
Morça.

6. MATERIAIS TEÓRICOS A PROVIDENCIAR

Item concluído. Link do material:
http://www.sociedadedosol.org.br/arquivos/manual-prof-set06.pdf

7. CONTATOS A REALIZAR

Continuar negociando materiais e espaço (laboratório) com as equipes de enegnharia do cefet-mg.

8. IDÉIAS A EXPLORAR

9. ENCAMINHAMENTOS PARA A SEMANA SEGUINTE

Aquisição de ferramentas e materiais de montagem.

10. ENCAMINHAMENTOS PARA AS SEMANAS POSTERIORES

Efetiviar o início do processo de montagem.

11. ANÁLISE DO CUMPRIMENTO DO CRONOGRAMA

Leve atraso.

12. AVALIAÇÃO DO ANDAMENTO DO PROJETO

Muito bom.

13. OBSERVAÇÕES E COMENTÁRIOS GERAIS

Link da Sociedade do Sol:
http://www.sociedadedosol.org.br/

Neste website são apresentados os diversos modelos para projeto de coletores solares, seja: a nível de uma casa pequena, a nível de um reservatório de 1000L ou mesmo a nível didático.

Outros projetos, bastante interessantes, relacionados ao reaproveitamento da energia solar também são encontrados lá.

Relatório referente a semana de 30/09 – 06/10

1. AÇÕES PREVISTAS PARA A SEMANA

Efetuar a correção do formulário de projeto.

Buscar a disponibilidade de ferramentas.

2. AÇÕES REALIZADAS NA SEMANA

Ambas as atividades propostas.

3. PENDÊNCIAS PRINCIPAIS

Ferramentas a serem utilizadas.

4. DIFICULDADES PRINCIPAIS

Encontrar as ferramentas apropriadas e tê-las em mãos para o início das atividades práticas.

5. MATERIAIS PRÁTICOS A PROVIDENCIAR

Ferramentas e materiais para a construção do protótipo.

6. MATERIAIS TEÓRICOS A PROVIDENCIAR

Item concluído.

7. CONTATOS A REALIZAR

Cefet-MG: verificar a disponibilidade de ferramentas e materiais.
Além do equipamento de medição dos resultados.

8. IDÉIAS A EXPLORAR

Onde será montado o projeto fisicamente.

9. ENCAMINHAMENTOS PARA A SEMANA SEGUINTE

Estudar maneiras de reduzir o “tamanho” do projeto com o objetivo de reduzir custos e facilitar a montagem.

Comprar os materiais.

10. ENCAMINHAMENTOS PARA AS SEMANAS POSTERIORES

Cumprir as tarefas de acordo com o cronograma.

11. ANÁLISE DO CUMPRIMENTO DO CRONOGRAMA

De acordo com o cronograma e com as tarefas que foram realmente cumpridas, existe um pequeno atraso, que será compensado!

12. AVALIAÇÃO DO ANDAMENTO DO PROJETO

Existe um pequeno atrasado, porém não comprometendo a finalização do projeto dentro do prazo previsto.

13. OBSERVAÇÕES E COMENTÁRIOS GERAIS


Relatório referente a semana de 23/09 – 29/09

1. AÇÕES PREVISTAS PARA A SEMANA
Levantar ferramentas que serão utilizadas
Levantar e orçar materiais
Buscar a colaboração de empresas no fornecimento de material
Pesquisar projetos semelhantes 
Preenchimento do formulário de descrição do projeto

 2. AÇÕES REALIZADAS NA SEMANA 
As quatro primeiras tarefas foram cumpridas.
O formulário está em revisão.

3. PENDÊNCIAS PRINCIPAIS 
Revisão o formulário e adequação ao cronograma proposto.

4. DIFICULDADES PRINCIPAIS
Encontrar alternativas para redução do custo do projeto. 

5. MATERIAIS PRÁTICOS A PROVIDENCIAR
Todos.

6. MATERIAIS TEÓRICOS A PROVIDENCIAR 
Item concluído.

7. CONTATOS A REALIZAR
Precisaremos da colaboração de membros do CEFET na disponibilização de equipamentos para medição dos resultados.  

8. IDÉIAS A EXPLORAR 
Avaliar as referências pesquisadas e adequá-las aos nossos objetivos . 

9. ENCAMINHAMENTOS PARA A SEMANA SEGUINTE
Novas alterações no formulário de descrição propostas pelo professor orientador.

10. ENCAMINHAMENTOS PARA AS SEMANAS POSTERIORES
Atualizar tarefas de acordo como cronograma proposto.

11. ANÁLISE DO CUMPRIMENTO DO CRONOGRAMA
Satisfatória. Os pequenos atrasos na primeira semana não comprometem a data final de apresentação do projeto.

12. AVALIAÇÃO DO ANDAMENTO DO PROJETO
Satisfatória.

13. OBSERVAÇÕES E COMENTÁRIOS GERAIS

Formulário de descrição de projeto

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO
TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

L A C T E A

LABORATÓRIO ABERTO DE CIÊNCIA,
TECNOLOGIA, EDUCAÇÃO E ARTE

FORMULÁRIO DE DESCRIÇÃO DE PROJETO

1. TÍTULO
Aquecedor solar construído com placas de PVC

2. EQUIPE
Curso: Engenharia de Produção Civil
E-mails de contato:

amandafrancam@gmail.com
mcastroneto@globo.com
rcosta0601@hotmail.com
phaelbh@hotmail.com

Alunos participantes:

Amanda França Maia
Márcio Diniz Castro Neto
Robson Luiz Garcia Costa
Raphael Merçon de Andrade Neves

Professor orientador/coordenador do projeto: Anderson Higino
Professores colaboradores: –
Monitores: –
Pessoal técnico-administrativo: –

3. SITUAÇÃO–PROBLEMA
O homem vem modificado seu padrão de vida e utilizando a tecnologia para viver mais e melhor. Este fato tem como conseqüência o aumento no consumo de energia. As maiores fontes de energia no mundo são elementos não renováveis e, juntamente aos impactos ambientais decorrentes da geração de energia, tomam proporções que comprometem a condição futura de disponibilidade energética. O desenvolvimento de outras formas de aproveitamento energético é um dos principais meios de gerenciar esta crise. Pensando em soluções para residências e nos sistemas de aquecimento solar é importante tratar de alternativas viáveis e acessíveis a toda a população.

4. OBJETIVOS

• Objetivo geral:
Construir um aquecedor solar utilizando materiais fabricados com PVC para o aquecimento de água a ser usado em residências.

• Objetivos específicos:
– Pesquisar referências bibliográficas;
– Dimensionar o sistema de aquecimento solar;
– Instrumentar o sistema para a medição de resultados;
– Determinar seu desempenho.

5. JUSTIFICATIVA
O projeto proposto vai possibilitar às pessoas com menor poder aquisitivo conforto, melhoria qualidade de vida e economia no consumo de energia elétrica. Além de ser um meio de contribuição para minimizar os impactos ambientais consequentes da geração de energia.
Nossa expectativa é de que o produto obtenha a mesma qualidade e um custo bem inferior em relação aos aquecedores solares que já se encontram no mercado.
Os principais desafios são atingir um aquecimento satisfatório da água e garantir a conservação de temperatura por um longo período de armazenagem. Para isso vamos realizar exaustivas pesquisas e testes a fim de encontrar uma solução viável.
Alguns projetos semelhantes são encontrados na web, o que servirá de orientação para eventuais dúvidas.

6. METODOLOGIA (MATERIAIS E MÉTODOS)
Pesquisa de referência bibliográfica
Descrição geral de materiais: dimensionamento e montagem
Discussão das ações dos objetivos
Gerar relatórios de funcionamento

Veja na figura abaixo o esquema referente ao funcionamento do Aquecedor Solar. Os traços azuis representam os fluxos de “água fria” e em vermelho as “águas quentes” armazenadas no reservatório e provenientes do coletor.

Figura 1 – Esquema do funcionamento do Aquecedor Solar.

7. ETAPAS

Salvo para o levantamento de referências, todas as atividades terão como avaliador, a priori, o Professor Anderson Higino.


8. CRONOGRAMA DE TRABALHO

9. MATERIAS E ORÇAMENTO:

Nesta parte, foi orçada apenas a relação de materiais a serem empregados. Uma vez que não serão empregados serviços de terceiros e as ferramentas a serem utilizadas são de propriedade dos integrantes.

10. REFERÊNCIAS

Belo Horizonte, 22 de Setembro de 2010.